Varejo ampliado deve crescer 6,5% em 2018

O IBGE mostrou hoje que as vendas no varejo ampliado, que incluem as vendas de veículos e materiais de construção, além do varejo restrito, apresentaram alta de 2,5% em novembro, de acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC). Na comparação com novembro de 2016, as vendas subiram 8,7%. E no acumulado do ano de 2017, o varejo ampliado acumula alta de 3,7%.

Dentre as duas atividades que não fazem parte do comércio restrito, veículos e materiais de construção, ambas apresentaram bons números no mês.

As vendas de materiais registraram expansão de 2,3%. No acumulado do ano, o setor registra alta de 9,2%, o que significa que deve encerrar o ano de 2017 com alta próxima a 10,0%. Já as vendas de veículos, motos e partes avançaram 1,5% ante outubro. E apresentam resultado mais modesto no ano, com expansão de 2,4%. De todo modo, deve romper a sequência de 3 anos seguidos de queda, em linha com os dados da Fenabrave.

Em suma, os dados reforçam a tendência de recuperação da economia, puxada pelo bom desempenho do consumo das famílias. Em 2017, o varejo ampliado deve registrar alta de 4,5%, segundo projeção da GO Associados. Em 2018, a projeção é de alta de 6,5%.

Luiz Fernando Castelli
Economista-chefe da GO Associados