Razões para a reforma da Previdência

Prevista para ser votada ainda em dezembro, a reforma da Previdência é condição necessária para o ajuste das contas do governo. O déficit da Previdência social deverá ser de aproximadamente R$ 184 bilhões. Já o déficit total do governo de R$ 159 bilhões. Isso, por si só, mostra a necessidade da reforma.

O governo deverá cumprir meta fiscal do setor público consolidado de R$ 163 bilhões em 2017, mas a situação de déficit estrutural das contas públicas continua. O Brasil, com uma população ainda jovem relativamente a países maduros, gasta o mesmo em previdência do que a Bélgica com população idosa muito maior. A reforma da Previdência é inadiável sob pena de perpetuar privilégios, comprimir o gasto social e inviabilizar o sistema de aposentadorias.