Fique sempre atualizado

Minuto de economia

Fique por dentro de tudo que acontece.

MINUTO DE ECONOMIA

Apesar do resultado ruim do PIB no segundo trimestre, Ministério da Economia mantém a projeção de crescimento para 2021…  

  • Apesar da queda de 0,1% no PIB do segundo trimestre, a Secretaria de Política Econômica o Ministério da Economia manteve a projeção de 5,3% em 2021.  
  • Em julho a SPE havia projetado um crescimento de 0,25% no 2º tri. Não houve revisão mesmo considerando esta surpresa negativa. Desde a divulgação do PIB, a mediana das expectativas do boletim Focus está baixando:  em um mês passou de 5,29% para 5,04%.  
  • Para 2022 foi mantida a projeção de 2,5%. A mediana das previsões para o próximo ano está em 1,72%. Há novas projeções indicando crescimento abaixo de 1%.  
  • A GO Associados acredita que, apesar dos diversos riscos como a situação hidrológica, uma possível desaceleração da economia chinesa e a tensão política em ano eleitoral, o país deve crescer 1,7% no próximo ano. 
  • O cenário de inflação piorou. O Ministério da Economia agora projeta um aumento de 7,9% em 2021 contra 5,9% anteriormente. Para 2022 a expectativa anterior era de 3,50% e agora passou para 3,75%. No Boletim Focus a mediana das projeções indica um IPCA de 8% em 2021 e 4,03% em 2022. 
  • O cenário otimista, comparado ao mercado, tem como base a expectativa de uma retomada acelerada do setor de serviços já no terceiro trimestre de 2021.  
  • Apesar do otimismo da equipe econômica, os indicadores antecedentes indicam que essa retomada do setor de serviços pode não ser suficiente para compensar a queda em outros segmentos.  
  • O setor agro vem sofrendo com questões climáticas, como as geadas e a crise hídrica, enquanto a indústria sofre com a falta de insumos e o aumento do preço de energia. 

A GO Associados colabora em caráter pro bono, com a Iniciativa Empresarial pela Igualdade Racial na elaboração da metodologia do Índice de Equidade Racial nas Empresas (IERE).  

  • Segundo a Pnad contínua de 2019, a população brasileira é majoritariamente preta ou parda (52,7%).  
  • Apesar disso os indicadores sociais apontam que ainda existe um abismo: a taxa de analfabetismo em 2018 era de 3,9% entre brancos(as) e de 9,1% entre negros(as),15,4% da população branca e 32,9% para a população negra vivia com menos de US$5,50.  
  • Em breve será divulgado o IERE 2021. O trabalho tem como premissa básica o fato de que não basta diagnosticar a situação das empresas brasileiras no que diz respeito à diversidade; é preciso também monitorar e divulgar de forma transparente as informações junto à sociedade, estimulando uma saudável competição em torno do tema. 
  • O IERE possui 6 pilares: Recenseamento empresarial; Conscientização; Recrutamento; Capacitação; Ascensão; e Publicidade e Engajamento. 
  • Na Índice elaborado em 2020, constatou-se que, na média, as empresas participantes possuíam apenas 29% de profissionais negros(as) considerando todo seu quadro de colaboradores. 
  • Os resultados eram ainda mais preocupantes quando se analisavam os níveis de gerência e supervisão (com apenas 18,7% de negros e negras) e nos Conselhos de Administração e cargos de Diretoria (com penas 6,6%). 
  • Embora representem pouco mais da metade da força de trabalho brasileira (54,9%), os profissionais pretos e pardos estavam super-representados dentre os desocupados (64,2%) e subutilizados (66,1%). 
  • Outra iniciativa importante para a questão racial é a edição inaugural do  Journal of Racial and Ethnic Social Equality (JRESE), da Universidade Zumbi dos Palmares. A GO Associados, publicou uma Carta Executiva destacando “A Relação entre (a Falta de) Saneamento e a Desigualdade Racial no Brasil”. 
  • O Journal of Racial and Ethnic Social Equality  é publicado a cada quadrimestre, na modalidade de publicação contínua pela Universidade Zumbi dos Palmares. Com acesso, dados, e materiais abertos, é uma revista revisada por pares em sistema double blind review, é publicada exclusivamente online com acesso irrestritamente gratuito. 

Compartilhe essa publicação!

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Talvez essas publicações também te interessem!