Fique sempre atualizado

Minuto de economia

Fique por dentro de tudo que acontece.

MINUTO DE ECONOMIA

Comércio cresce 1,2% em julho refletindo aumento da mobilidade… 

  • O volume de vendas do varejo cresceu 1,2% em julho. A expectativa do mercado era de alta de 0,7% e da GO Associados de 0,4%.  
  • As vendas no varejo cresceram 5,9% no acumulado de 12 meses. O comércio varejista ampliado, que inclui veículos e materiais de construção, apresentou uma alta acumulada de 8,4%.  
  • O comércio foi um dos responsáveis por atenuar a queda no PIB em 2020, com uma rápida adaptação e migração para vendas online.  
  • A recuperação da mobilidade em 2021 pode causar um efeito positivo, principalmente em alguns setores, como o de tecido e vestuário que no início do ano estava 20% abaixo do nível pré-pandemia e agora está cerca de 6%. Em julho cresceu 2,8%. 
  • Segundo dados do Google Mobility, a mobilidade do varejo, supermercados e farmácias vem apresentando forte recuperação desde meados de abril. Entre o fim de junho e o fim de julho a média móvel de 30 dias cresceu 7 p.p.  
  • O aumento de mobilidade deve ser particularmente importante para o setor de serviços. O dado do setor para o mês de julho será publicado na próxima terça (14). A projeção da GO Associados é de crescimento de 0,6%. 
  • A reabertura e a retomada das atividades presenciais podem contribuir para que o resultado das vendas no varejo seja positivo. A expectativa é que a data mais importante para o setor no ano, o Natal, ocorra com a pandemia já controlada. 
  • Entretanto, o desemprego persistente e a inflação próxima de dois dígitos são fatores de atenção.  

Vendas no varejo de julho (%) 

Caixa de Texto

O que vai mexer com as expectativas na próxima semana…     

No cenário doméstico:    

  1. Embora a carta divulgada pelo Presidente Bolsonaro tenha desanuviado o ambiente, na próxima semana o clima político deve continuar a ser o principal ponto de atenção. Na Câmara dos Deputados a reforma administrativa deverá ser apreciada pela Comissão Especial da PEC nos dias 14 e 15. 
  1. Deve avançar a segunda etapa da reforma tributária, com a unificação de impostos (PIS e Cofins) em um novo imposto, a CBS (Contribuição de Bens e Serviços). Importante observar se o grau de tensão política freará a velocidade das reformas na Câmara. 
  1. O Senado deve retomar o trabalho na terça. São previstos dois dos depoimentos mais aguardados para a CPI, o de Marcos Tolentino da Silva e de Marconny Albernaz de Faria. Os dois depoimentos têm ligação com o caso de compra da vacina Covaxin. 
  1. A questão dos precatórios será ponto de atenção. Esta despesa, que saltou de cerca de R$ 40 bi de acordo com a média histórica para R$ 90 bi em 2022, existem dois caminhos de resolução até o momento: (i) acordo com CNJ (Conselho Nacional de Justiça) para que em 2022 sejam pagos apenas R$ 39,2 bi de precatórios; e (ii) a PEC 23/21 que autoriza o parcelamento de precatórios. aqueles com valor acima de 60 mil salários-mínimos, ou R$ 66 milhões atualmente, poderão ser quitados com entrada de 15% e nove parcelas anuais. A questão dos precatórios é o principal entrave para a reformulação do Bolsa Família planejada pelo governo Bolsonaro. 
  1. O Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu o julgamento sobre a tese do marco temporal após o relator, Edson Fachin, votar pela derrubada da tese. O julgamento será retomado com o voto do ministro Nunes Marques.  
  1. Na quarta, 15, o Banco Central divulgará o índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br). A projeção da GO Associados é de uma alta de 0,7% na comparação mensal.  
  1. Na terça-feira, dia 14, será publicado a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) de julho. Em junho os serviços atingiram o maior nível em cinco anos. Com o avanço da vacinação e aumento da mobilidade, o setor de serviços deve continuar a crescer.   
  1. No dia 16, quinta-feira, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) irá divulgar o 9º Levantamento Hortigranjeiro Prohort 2021. O Boletim analisa a venda das principais hortaliças e frutas que apresentam uma maior representatividade na comercialização efetuada nas Centrais de Abastecimento e que possuem maior peso no cálculo do IPCA.  

No cenário internacional:  

  1. Na terça-feira será divulgado a inflação ao consumidor do mês de agosto para os EUA. O CPI acumula alta de 5,4% em 12 meses.  
  1. Na noite do mesmo dia, a China anuncia os dados de atividade para o mês de agosto. Em julho, os dados de varejo e indústria vieram abaixo do esperado, levantando preocupações sobre uma possível desaceleração da economia chinesa. 
  1. Por fim, na quinta, será a vez dos EUA divulgar os dados de atividade para agosto. Em julho, o varejo caiu 1,1% tendo como principal destaque o desempenho ruim do setor de automóveis. 
  1. Quinta-feira, dia 15, os EUA divulgarão a Produção Industrial do mês de agosto. Em julho, o desempenho foi melhor do que o previsto por analistas.  

Compartilhe essa publicação!

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Talvez essas publicações também te interessem!