Fique sempre atualizado

Minuto de economia

Fique por dentro de tudo que acontece.

MINUTO DE ECONOMIA

Privatização dos Correios pode ser boa para melhoria dos serviços, desde que seja bem-feita… 

  • Foi aprovado na Câmara dos Deputados o texto base para a privatização dos Correios (PL 591/21) por 289 a 173. O projeto ainda precisa ser votado no Senado.   
  • Atualmente os Correios contam com o monopólio dos serviços postais, entretanto as entregas de encomendas podem ser feitas por outras empresas.  
  • Caso a privatização ocorra, a empresa vencedora terá exclusividade mínima de cinco anos sobre os serviços de cartas, cartão postal, telegrama e demais correspondências.  
  • Os serviços serão regulados por uma nova Agência, a Agência Nacional de Telecomunicações e Serviços Postais, que dará lugar à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). 
  • Dado o interesse e a capacidade de investimento do setor privado, a privatização pode melhorar a produtividade e a qualidade dos serviços oferecidos.  
  • Traçando um paralelo com os serviços de telecomunicações, privatizados nos anos 1990. Houve uma expansão considerável dos serviços e as tarifas e os custos caíram bastante, graças aos investimentos realizados para melhorar a tecnologia.  
  • Entretanto, ainda é preciso aperfeiçoar a qualidade dos serviços, principalmente em regiões mais remotas.  

O que vai mexer com as expectativas na próxima semana…     

No cenário doméstico:    

  1. As atenções devem continuar voltadas ao acirramento das tensões institucionais entre o Palácio do Planalto e o Judiciário. Na quinta-feira (12), o líder do Governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), irá depor na CPI da Covid. 
  1. No âmbito fiscal, será importante monitorar as propostas de parcelamento de precatórios e da criação do Fundo Brasil, para acomodar despesas fora do Teto de Gastos em 2022, que elevaram o risco fiscal. 
  1. O principal destaque será o IPCA de julho, divulgado na terça-feira (10). A GO Associados projeta alta de 1,04% no mês, com a inflação acumulada em 12 meses saltando de 8,59%, na prévia de julho, para 9,08%. No mesmo dia, o Banco Central publicará a ata da última reunião do Copom. 
  1. Dentre os indicadores setoriais de atividade, as Pesquisas Mensais do Comércio e de Serviços de junho serão divulgadas na quarta-feira (11) e quinta-feira (12), respectivamente.  
  1. Consolidando o panorama da atividade econômica no mês de junho, o IBC-Br, a chamada prévia do PIB, será divulgado na sexta-feira (13). 
  1. No dia 10 de agosto, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgará o 11º Levantamento da Safra de Grãos 2020/21 com dados atualizados em relação à área plantada, à produtividade média e à produção. Além disso o levantamento fornecerá informações de plantio, desenvolvimento, crescimento e colheita do cultivo, mudanças climáticas, além de informações de mercado interno e externo. 

No cenário internacional:  

  1. O principal ponto de atenção deve ser a evolução da variante Delta nas principais economias globais. Nesta semana, a elevação de novos casos levou a China a retomar fortes restrições de mobilidade, reduzindo as expectativas de crescimento no 3º trimestre. Nos EUA, os funcionários federais foram obrigados a se vacinar. 
  1. Na quinta-feira (12), será divulgado o relatório WASDE de estimativas de oferta e demanda agrícola mundiais referentes ao mês de setembro. No mesmo dia, a OPEP divulga seu relatório mensal de mercado.  

Compartilhe essa publicação!

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Talvez essas publicações também te interessem!