Fique sempre atualizado

Minuto de economia

Fique por dentro de tudo que acontece.

MINUTO DE ECONOMIA

Quando os brasileiros estarão imunizados? (e porque a vacinação pode aumentar a taxa de desemprego oficial) … 

  • Mantendo este ritmo, o País conseguiria imunizar sua população adulta com as duas doses até o final de dezembro. Isso teria grande impacto sobre a retomada econômica ao possibilitar o retorno de diversas atividades presenciais. 
  • Além disso, espera-se um efeito positivo sobre a oferta de trabalho. Atualmente, o Brasil conta com um contingente recorde de pessoas em idade ativa fora do mercado de trabalho. Com maior segurança sanitária, parte dessas pessoas deve retornar à procura por empregos, tendo possível efeito de aumento da taxa de desemprego. 
  • Segundo o IBGE, a população maior de 18 anos no Brasil é de aproximadamente 158,1 milhões de habitantes. Destes, apenas 33,7 milhões (21,3%) já foram plenamente vacinados contra a Covid-19. 
  • No entanto, dada a estratégia internacionalmente adotada de ordenar a vacinação por idade, a cobertura vacinal ainda é muito desigual entre as faixas etárias. Considerando apenas os adultos entre 18 e 49 anos, que constituem a maior parte da força de trabalho, somente 8,8% receberam as duas doses ou a dose única no caso da vacina Janssen. 
  • Apesar do nível de proteção ainda baixo, a vacinação tem avançado nos últimos meses entre os mais jovens, com a aceleração da aplicação das primeiras doses. Atualmente, a maioria dos adultos entre 40 e 50 anos está aguardando pela segunda dose. 
  • Considerando os dados de ontem, o Brasil tem hoje um contingente de 66,8 milhões de adultos aguardando a primeira dose da vacina contra a Covid-19. Adicionalmente, restam 57,6 milhões de segundas doses a serem aplicadas
  • Na média da última semana, o Brasil aplicou 1,35 milhões de doses por dia. Destas, 504,7 mil foram aplicações de segundas doses enquanto 851,7 mil foram de primeiras doses.

Compartilhe essa publicação!

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Talvez essas publicações também te interessem!